Categories
all

Porque não?

Vivo constantemente na agonia da pura incerteza
Conto cada minutos dos dias intermináveis
Convivo com pensamentos que fervem na minha cabeça
Criando diversas possibilidade que provavelmente nunca acontecerão

Na montanha russa dos sentimentos minha barriga gira incanssávelmente
Minha cabeça gira e minhas mãos suam a toda hora
Movidas pelas borboletas da paixão voam desesperadamente

Isso é tortura que me consome sem parar
Não consigo controlar minhas emoções
Você é o foco das mihas ações
Passo os dias sonhando acordado

Sinto medo, vontade, ansiedade
Não quero parar, não quero pensar
Se o tempo não para, porque passa tão devagar?

Porque tudo é tão complicado?
O coração bate forte sem parar
Deveria ser mais fácil, fácil como saltar
Fechar os olhos sem olhar, acreditar e pular!

Eu quero voar, preciso voar
Acredito em você e sei exatamente o que sinto
Tenho asas e conheço o caminho a percorrer

Porque não?

amf – 01.02.2006

Ouvindo: Without You I’m Nothing – Placebo

1 reply on “Porque não?”

Adorei. Eu tbm escrevia bastante. Me identifiquei com seu modo de escrever. Meu blog está perdido em alguma viela virtual.

Continue escrevendo.

Bjo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.