Categories
all

dreams

Foto

Sonhos… De vez em quando tenho problemas pra diferenciá-los da realidade. Já aprendi como funcionam meus sonhos, como eu faço pra sonhar quando estou dormindo. Quando sonho, lembro de muitos detalhes, parece realmente que vivi aquele momento, e de vez em quando acordo até com as emoções que estavam acontecendo no sonho.

Tenho certeza que sonho normalmente, mas não é sempre que lembro dos sonhos. Eu sonho e lembro mesmo é quando eu durmo mais logo depois de acordar. Quando toca o despertador, acordo, desligo e volto a dormir. Nessa hora, ainda tenho mais 10min antes do despertador tocar novamente. De vez em quando consigo lembrar de uns 3 ou 4 sonhos distintos em um espaço de tempo bem pequeno. É muito interessante.

De vez em quando, fico brincando com o sono também. Sabe quando você está quase dormindo, e fica ‘pescando’ ehehehe, eu fico paradinho nessa hora, tentando limpar a mente de qualquer pensamento, e parece que sinto como que descendo por um tobogam, sinto minha mente caindo e sunbindo novamente, dando saltos. Costumo brincar assim quando chego cedo do almoço no trabalho. É quase como se eu entrasse em proteção de tela, não durmo de verdade, mas de vez em quando até sonho. Parece que eu estou ali na sala, de cabeça baixa, e minha mente vai pra outro lugar, e fico ouvindo conversas, como telespectador, parece um sonho, mas não sei definir ao certo.

É igual quando eu estou começando a desenvolver um pensamento que vem na minha cabeça e que vou escrever sobre aquilo. Eu passo um tempo ouvindo o as conversar, de vez em quando parece um monólogo, e vou vendo pra onde vai a linha de pensamento. É quase como se eu estivesse me ditando algo.

Ainda não tenho a capacidade de escolher com o que vou sonhar, e acho que nem teria muita graça também 😛 O legal é que cada sonho é uma coisa inesperada, e as vezes tiro mensagens interessantes de cada um. Gosto muito de sonhos, fujo um pouco da realidade com ele ehehehhehe Acho que a vida não seria a mesma sem eles.

Ouvindo Joyeux – Vive la Fete

Categories
all

Ainda somos crianças

Engatinhamos esbarrango aqui e ali, caindo e tentado de novo. Nunca desistimos, por mais dolorosa que seja a queda, por mais alto que seja o obstáculo. E é essa perseverança que nos faz feliz, que nos faz andar pra frente, sempre tentando e investindo. Mas precisamos tomar muito cuidado, as vezes atropelamos as coisas e tentamos dar um passo maior do que podemos, e as consequências podem ser infelizes.

Temos de achar o equilibrio pra não acontecer de nos fecharmos por causa de tombos e esquecer que a cada dia que passa somos uma pessoa diferente e que é mais importante seguir tentando acertar sempre do que ficar treinando pra acertar e nunca tentar…

Pois bem, é bom ter momentos de reflexão e analisar como andam as coisas. E é muito bom quando você acha alguma coisa que te puxa de volta pra realidade e te mostra o que realmente vale a pena, o que devemos dar valor. São as pequenas coisas, escondidas nos peguenos gestos. É o tempo que você passa fazendo algo que é tão bom que você esquece de todo o resto, isso é a magia da vida e que deveria ser proíbido alguém viver sem sentir isso.

Ainda somos crianças…

Categories
all

Se Tudo Pode Acontecer

Composição: Arnado Antunes / Paulo Tatit / Alice Ruiz / João Bandeira

Se tudo pode acontecer
Se pode acontecer
Qualquer coisa
Um deserto florescer
Uma nuvem cheia não chover
Pode alguém aparecer
E acontecer de ser você
Um cometa vir ao chão
Um relâmpago na escuridão
E a gente caminhando
De mão dada
de qualquer maneira
Eu quero que esse momento
Dure a vida inteira
E além da vida
Ainda de manhã
No outro dia
Se for eu e você
Se assim acontecer

Categories
all

Foto

Categories
all

Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.

Luiz Fernando Veríssimo

Categories
all

Guilty

Russ Columbo

Is it a sin? Is it a crime?
Loving you dear like I do

If it is a crime then I’m guilty, guilty of loving you.

Maybe I’m wrong, dreaming of you
Dreaming the lonely night through

If it is a crime then I’m guilty, guilty of dreaming of you

What can I do? What can I say?
I’ve taken the blame
You say you’re through, you’ll go your way.
But I’ll always wait for you, just to say

Maybe I’m right, Maybe I’m wrong,
Loving you dear like I do.

If it’s a crime then I’m guilty,
If it’s a crime then I’m guilty, guilty of loving you

Categories
all

“Perfect”

Foto

I know we’re just like old friends
We just can’t pretend
That lovers make amends
We are reasons so unreal
We can’t help but feel that something has been lost

But please you know you’re just like me
Next time I promise we’ll be
Perfect
Perfect
Perfect strangers down the line
Lovers out of time
Memories unwind

So far I still know who you are
But now I wonder who I was…

Angel, you know it’s not the end
We’ll always be good friends
The letters have been sent on

So please, you always were so free
You’ll see, I promise we’ll be
Perfect
Perfect strangers when we meet
Strangers on the street
Lovers while we sleep

Perfect
You know this has to be
We always we’re so free
We promised that we’d be
Perfect

Categories
all

Acalma-te coração

Tenho algo a escrever
Com a razão tento entender
Sinto medo de pensar em te perder
Não quero mais pensar. Preciso viver!

Categories
all

Flor

“Se alguém ama uma flor da qual só existe um exemplar em milhões e milhões de estrelas, isso basta para que seja feliz quando a contempla. Ele pensa: “Minha flor está lá, nalgum lugar…” Mas se o carneiro come a flor, é para ele, bruscamente, como se todas as estrelas se apagassem! E isto não tem importância!”

“Não soube compreender coisa alguma! Devia tê-la julgado pelos atos, não pelas palavras. Ela me perfumava, me iluminava… Não devia jamais ter fugido. Devia ter-lhe adivinhado a ternura sob os seus pobres ardis. São tão contraditórias as flores! Mas eu era jovem demais para saber amar.

“O principezinho sentou-se numa pedra e ergueu os olhos para o céu:
– As estrelas são todas iluminadas… Não será para que cada um possa um dia encontrar a sua? Olha o meu planeta: está justamente em cima de nós… Mas como está longe!
– Teu planeta é belo, disse a serpente. Que vens fazer aqui?
– Tive dificuldades com uma flor, disse o príncipe.
– Ah! exclamou a serpente.
E se calaram.”

“Exatamente, disse a raposa. Tu não és para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens também necessidade de mim. Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo…

“A gente só conhece bem as coisas que cativou, disse a raposa. Os homens não têm mais tempo de conhecer alguma coisa. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres um amigo, cativa-me!”

Petit Prince – Antoine de Saint-Exupéry

Categories
all

Você

Como é bom voltar a escrever
E no peito um velho coração bater
Já não tenho mais medo de me entregar
Vamos só sentir. Pra que pensar?

Passo o dia todo sem parar de rir
Mesmo sem teu toque poder sentir
Suas palavras chegaram sem pudor
Paixão e fogo, sinto é amor?

Não mais me importo em me deslocar
Cruso oceanos, terras, céus e o ar
Precisam meus olhos muito os seus encontrar

Não tenho medo, quero o seu calor
Fecho meus olhos vejo seu valor
E no meu rosto um sorriso então, tem a certeza deste teu amor!

amf | 01.09.2004

Ouvindo Creep – Radiohead