Sequestro relâmpago

Ontem, dia 26/07/2007, de noite fui assaltado e levado para dar uma volta aqui em São Paulo. Apesar do susto os danos foram só materiais.

Versão compacta

Fui abordado ontem em um ponto de ônibus na avenida Santo Amaro por um indivíduo que se dizia armado. Ele levou meus pertences (mochila, tenis, mp3 player, casacos, celular e dinheiro), fomos de ônibus para a avenida Paulista sacar dinheiro (R$ 100,00 porque já era depois das 22h) no caixa eletrônico do Citibank, comemos no McDonald’s (ele estava com fome) e fizemos R$ 500,00 em compras (5 pacotes de cigarro, 1 garrafa de Gold Label, 4 latas de Red Bull e uma caixa de chocolate). Depois disso (mais ou menos 2h depois) ele me deixou ir embora, como tinha dito que moro na Brigadeiro, desci para o metrô na estação Consolação e essa foi a hora mais foda porque eu não sabia se o cara ia me dar um tiro pelas costas.

Aprendizados

  • Não dá pra reagir mesmo! Fique sempre calmo e faça o que o eles pedem. Quando sua vida está na ponta de uma navalha não dá pra arriscar nada.
  • Não ande com muitos cartões na carteira – crédito e débito. Se você trabalha com dois bancos, deixe sua poupança em um banco e use o outro pra movimentar o dinheiro e ande com este cartão, deixando o do “banco poupança” em casa.
  • Não dê mole nos lugares, principamlente de noite e quando está sozinho. Se possível pegue qualquer ônibus e desça em uma parada que tenha gente.

Versão completa

Após sair da reunião no centro espírita desci para a parada de ônibus localizada na avenida Santo Amaro na altura da avenida Afonso Bras. Estava sentado na primeira fileira de bancos onde não tinha gente perto e logo a uns três metros tinha algumas pessoas na segunda fileira. Cheguei por volta de 21h55 e meu ônibus passa as 22h10. Nesse intervalo de tempo chegou do meu lado e ficou em pé um rapaz (aparentando uns 30 anos, moreno escuro, olhos e cabelos escuros) e falou: “Você vai querer que eu mostre a arma ou você vai colaborar comigo?”; eu estava com fones de ouvido e não caiu a ficha quando ouvi aquilo. Perguntei: “O que?”; ele tirou meu fone, chegou perto e falou: “Não entendeu não?”. Foi quando eu percebi que estava sendo roubado.

Na hora tudo parece muito surreal, você não acredita que aquilo está acontecendo com você. Eu perguntei pra ele o que ele queria e disse que iria colaborar. Ele pediu o tenis, os casacos, a mochila e os “aparelhos” (como ele chamava o celular e o mp3 player). Logo fui tirando o casaco e dando pra ele, ele se sentou ao meu lado e tirou, tirou seu tênis e me passou. O tênis devia ser 38, não calcei ele todo só encaixei no pé. Ele me deu seu casaco, um moleton azul, e eu passei os meus pra ele. Ele pediu o dinheiro, eu mostrei a carteira, tirei a nota de R$ 50,00 que estava lá e pedi pra eu ficar com os documentos. Ele disse que não tinha problema, ele só queria meu dinheiro e os “aparelhos”. Peguei o celular e pedi pra tirar o chip, ele deixou sem problema, tirei o chip e o microSD e entreguei o aparelho pra ele. Entreguei meu mp3 player Sony e fui tirando da mochila as coisas que ele não iria querer. Tirei meus livros, uns remédios, minha marmita, meu pen drive (que ele não percebeu), escova de dentes e outras coisas.

Ele então lembrou da carteira. Eu carrego uma carteira com os documentos e um porta cartão de visita com dinheiro e bilhete único (que eu tiro mais nos lugares públicos). Mostrei de novo a carteira, entreguei o bilhete único e ele perguntou dos cartões. Eu falei que só tinha o cartão do banco, se ele queria o cartão. Foi quando ele falou que iríamos dar uma volta. Íriamos no meu banco pegar dinheiro. Detalhe é que na hora que eu descarregava minha mochila, uns 5 minutos depois de ser abordado, meu ônibus passou. Falei pra ele que só me lembrava de banco na avenida Paulista e logo entramos em um ônibus Terminal Bandeira para subir a avenida Nove de Julho em direção a Paulista.

Nesse meio tempo ele sempre me ameaçava falando que era pra eu colaborar, que se eu me coçasse ele iria me mandar bala. Dizia que tinha saído da cadeira no sábado e não tinha nenhum problema em voltar pra lá, que lá era até melhor do que aqui fora. O ônibus estava meio cheio e fomos para trás pra ficar mais tranquilo. No percurso na Nove de Julho não vi nenhum banco e quando descemos na parada Maria Lisboa eu vi um AMPM com banco 24horas. Eu queria que ele me deixasse ir logo, então sugeri tentarmos sacar dinheiro lá. Entrando na loja fomos para o caixa e por causa do horário só conseguimos sacar R$ 100,00. Ele falou para tentarmos de novo, mas não tivemos sucesso.

Subimos a pé pra Paulista e novamente ele me ameaçou novamente. Ele falou que tinha muitos “canas” naquela região e se eu me coçasse ele não ia pensar duas vezes. Que era pra eu ter certeza de que se ele “subisse” eu ia “subir” junto com ele. Chegamos no banco na altura da Brigadeiro, ele entrou comigo e tentamos novamente sem sucesso. Ele falou que em meia hora a genta ia conseguir sacar de novo. Fomos para um outro banco depois do MASP e não conseguimos mais uma vez. Ele me fez tirar um extrato, consegui tirar o saldo e não deixei ele ver meu nome no papel, que ficou comigo depois de mostrar o que tinha na conta. Fomos indo pro lado da Consolação porque lá tem outro banco. Paramos no McDonald’s, ele pediu um lanche (acho que ele queria era fazer hora). Perguntei o que ele queria e ele não pareceu conhecer os lanches. Comprei um cheeseburger, uma Coca pequena, ele pediu uma água e comprei um suco de uva pequeno pra mim. Sentamos, ele comeu rápido e logo saimos.

Foi então que ele falou que já que não dava pra sacar dinheiro que íamos fazer compras. Já era 23h e falei pra ele não tinha lugar pra gente comprar nada aquela hora. Ele falou que a gente ia arrumar algo. Fiquei com medo de ele me levar de ônibus pra longe e dei a idéia de comprar alguma coisa pra ele na banca. Ele lembrou que queria cigarro, e íamos comprar um pacote de cigarro. Na banca eles não vendem cigarro com cartão, só com dinheiro, mas o cara da banca falou que na padaria ele acha que vendia. Foi quando nos dirigimos para Bela Paulista. Lá eles vendem cigarro se for pago com o cartão de débido, e esse era o único cartão que eu mostrei pra ele. Ele pediu dois pacotes de Marlboro, dois de LuckStrike e um de Carlton. Enquanto o cara pegava os pacotes no depósito, ele se lembrou de comprar Whisky. Pegamos uma garrafa de Johnny Walker Gold Label de R$ 300,00. Fomos para o caixa pagar. Ele lembrou de pegar um engradado de quatro unidades de Red Bull e uma caixa de bombons. No total a conta deu R$ 468,10.

Ele finalmente ficou satisfeito. Ele ficava falando que eu era legal, que eu estava colaborando com ele, que se “todos” fossem assim, a vida dele seria bem mais fácil. Falei que eu ia pegar o metrô, ele disse que ia me deixar lá. Chegamos na entrada do metrô da Consolação, na parte mais afastada, onde não é a entrada principal. Ele falou que era pra eu descer. Me despedi dele, desejei que ficasse com Deus e fui descendo de forma tranquila as escadas. Essa hora foi a parte mais difícil. Eu fiquei com muito medo de levar um tiro nas costas ou na cabeça. No meio da escada olhei pra trás e acenei pra ele. Finalmente consegui chegar lá em baixo ileso. Fiquei meio perdido, pensando no que fazer. Só queria sair dali, estava com medo que ele descesse e me pegasse de novo. Comprei logo um blilhete, com o dinheiro que eu pedi pra ele deixar comigo pra eu pegar condução pra voltar pra casa, e desci pra esperar o metrô. Ainda estava meio aterrorizado com a situação. Fui andando até o final do metrô e fiquei no meio, escondido e agaixado, rezando pra ele não aparecer. Logo que o metrô chegou eu entrei pro sentido do Clínicas. Chegando lá procurei um posto polícial, dei queixa e liguei pra pessoal lá de casa ir me buscar. Finalmente o pesadelo tinha terminado.

Updates:

[2007.07.26 17h10]
Tenho seguro no cartão e em duas semanas, depois deles analisarem o acontecido, eu devo receber parte da grana de volta. O que não vou conseguir recuperar foram os “aparelhos” e as roupas que ele levou. Acho que perdi uns R$ 1.300,00 nessa brincadeira, mas eu pagaria mais pra sair ileso como aconteceu.

[2007.07.26 17h30]
Pra quem fala de São Paulo eu não acho que é tão diferente assim em outras cidades grandes. Como disse um amigo – “Bom mesmo era lá no Gama que só corria risco de ser estuprado no caminho parada > casa > parada”. Em todo lugar tem problemas, tem assalto, eu moro aqui já a quase três anos e só agora que fui vítima de violência de forma direta. No primeiro ano quebraram o vidro do meu carro e roubaram o som, mas isso acontece muito mais em Brasília no bairro onde moro nos fins de semana quando tem churrasco e a rua fica cheia de carro. O grande lance é a sua sintonia, se você não tiver sintonizado com coisas ruins é mais fácil de não te acontecer nada ruim. É claro que você não pode vacilar, mas se você fizer sua parte, o Cara lá de cima faz a dele.

45 Comments »

  1. Marco Gomes said,

    July 26, 2007 @ 14:31

    MEDO!

    Quero voltar pro Gama onde quem anda de buzão no máximo é estuprado no caminho casa > parada > casa.

  2. Hugo Santos said,

    July 26, 2007 @ 14:31

    O melhor de tudo é saber que isso tudo terminou e você está aki do nosso lado são e salvo.
    Parabéns por sua calma e serenidade no momento em que poucos a teriam.
    []s

  3. Lucio said,

    July 26, 2007 @ 14:48

    Foda… sei bem o que é isso!!!! Ter frieza em uma hora como essas é fundamental. O importante é que nós temos a capacidade de trabalhar e conseguir tudo o que perdemos novamente, já eles são a escória da sociedade que não pensam duas vezes para apertar o gatilho e tirar sua vida por um par de tênis.
    Bandido bom é bandido morto!!!

  4. Igor Evangelista said,

    July 26, 2007 @ 15:10

    Você agiu bem, nessas horas o melhor a fazer e ficar calmo e garantir a vida. Ante ontem na Vila Olímpia um colega de trabalho foi vítima de sequestro relâmpago também. Ele estava dando uma carona para um colega de trabalho, o colega dele pediu pra passar na padaria. Eles pararam, um saiu do carro e outro que estava dirigindo ficou esperando la dentro. Em segundos bateram na janela com o revolver. Dois assaltantes entraram dentro do carro e mandaram ele passar nos bancos. Como esta no fim domés não conseguiram levar muito e pediram pra ele dar carona ate eles acharem uma outra vitima. Falaram que ele (o meu colega) era bacana e que ele e um cara que teve oportunidade na vida e eles não, por isso que eles vivem disso. Ele agiu de boa não fez nada que fosse comprometer a vida dele. E no final falaram pra ele que ele foi o quarto “Cliente” deles. Enfim, isso e uma questão social,já virou “trabalho” para certos indivíduos . Agente pensa que não passaria conosco uma situação dessa, mais acaba que em um vacilo que você comete, pode ter mal intencionados querendo tirar uma lasca do seus frutos. É muito bom ouvir relatos como esse seu, assim todos nois podemos ficar mais atentos ao que se passa ao nosso arededor. Que Buddah, Jah, Jesus, Dai la lama, Mohamed esteja do nosso lado para que se aconteça uma coisa parecida com qualquer um, possamos sair ileso da situação. Fiquem com Deus. “ONE”

  5. gandra said,

    July 26, 2007 @ 15:18

    Eu teria subornado o carinha para que ele não me assaltasse. Vintão resolveria.

  6. Joao Gabriel Danezi Morisso said,

    July 26, 2007 @ 15:34

    Alexandre,
    que bom que tu saiu ileso no fim das contas, perder algumas coisas é foda e da uma tristeza duca, mas logo logo tu consegue tudo denovo.
    Um “ser” desses não tem mais jeito…

  7. andre said,

    July 26, 2007 @ 16:41

    Agora voce já viveu tudo o que essa cidade tem a oferecer. o importante é que voce está bem!!!!
    []´s

  8. José Carlos said,

    July 26, 2007 @ 16:44

    Filho, que susto tivemos. Ainda bem que vc é um cara tranquilo e soube lidar bem com a situação. Com certeza “os irmãozinhos” do outro lado estavam contigo e te deu calma suficiente. Gostei muito da idéia de colocar no blog, pois fica como orientação para todos que têm que sobreviver nesta cidade tão fria.

  9. Ilka Porto said,

    July 26, 2007 @ 16:52

    Caramba… é revoltante tudo isso, mas ainda temos que agradecer por não ter te acontecido nada. Grande exemplo de calma e serenidade que devemos ter numa hora dessas, amf.. é isso aí.. vão-se os anéis e fiquem os dedos… que vc possa recuperar a paz depois desse grande susto. bjs

  10. Rodrigo said,

    July 26, 2007 @ 17:02

    Eu não ia ficar quieto…Nem a pau!!!!!!!
    Isso é um abuso. Tem que dar porrada nesses vagabundo!!!!!!!!!!

  11. wander lima said,

    July 26, 2007 @ 17:02

    velho.. que foda!! tinha seguro no seu cartão de crédito? foda foda

  12. Felipe said,

    July 26, 2007 @ 17:07

    Caraca velho que zica, e eu estava na coçolação por volta das 23:40 tinha acabado de sair do cinema (shopping center 3 13 homens e um outro segredo) e ia de onibus, minha sorte que logo que eu sai do shopping o meu ónibus passou, (putz eu poderia ser a próxima vitima do cara) e estava com quase 700 mangos no bolso, (tinha tirado para pagar umas contas).

    não sei se os horários estão batendo com o que vcs estavam por lá, mas sim eu tive muita sorte já que o ponto estava vazio quando eu sai.

  13. Thomaz Cia said,

    July 26, 2007 @ 17:19

    Cara, isso é umas das coisas que me fazem JAMAIS pensar em morar em SP…… é foda….. mas pra vc manter a calma, com ctz tinha entidades de acompanhando, como diseram, qe bom que vc está aki.
    abraçosssss

  14. Letícia said,

    July 26, 2007 @ 18:16

    Ai, minino, que deprê que foi isso… ainda bem que você está bem. Na verdade, isso é tudo que importa.

    Fica bem, tá. Beijo!

  15. Marcelo Barros said,

    July 26, 2007 @ 19:23

    Horrível essa situação mas, temos que convir. Assaltante sair de ônibus? Parar pra comprar cigarro e bebidas? Vem cá, e o detector de metais, se ele estava tão armado assim? Sei que não devemos muito mas, eu tinha dado uma grana pra ele e negociado cair fora. Putz… McDonald’s com bandido… não creio…

    é o que sempre digo: “bandido é aquele q rouba altas quantias… não esses pés de chinelo que se dizem bandidões”

    ¬¬

  16. Prais said,

    July 26, 2007 @ 19:35

    AMF
    aqui se faz e aqui se paga. o desse safado está guardado. bandido tem vida curta. trabalhador (se não for morto pelo safado) tem vida longa. oq interessa é vc estar 100%.
    suas dicas foram super úteis.
    bóla pra frente.
    [s]

  17. Gabriela - Gabibis said,

    July 26, 2007 @ 20:00

    ALê, Graças a Deus que tu estás bem… nossa.. se cuida mesmo tá?
    Que a gente fica preocupada!

    beijo

  18. Sávio Palmerston said,

    July 26, 2007 @ 20:28

    Caramba, AMF! Que aperto hein ? Isso é foda mesmo. Morei em SP por 4 anos e fui assaltado a mão armada 2 vezes. Mas tive sorte e nunca me levaram junto. Da primeira vez, o caso foi parecido com o que alguém comentou aqui. Estava com um amigo, que me pediu pra parar num caixa 24h. Enquanto ele ia no caixa, eu parei do lado de um posto de gasolina, que era o lugar mais movimentado. Mesmo assim, chegaram 2 caras armados e levaram meu carro. Na frente de todo mundo. Da segunda vez, assaltaram o estacionamento onde deixava meu carro, ao lado da facul (ESPM). Eram uns 7 ou 8 caras. Pelo menos 2 estavam armados. Todos que iam chegando, eles trancavam no pequeno banheiro que tinha lá. Falaram que se alguém saisse, levava bala. E nessa eles levaram 2 carros de lá. Um deles foi o meu, de novo. Mas pelo menos não aconteceu nada com ninguém. E no fim, nas 2 vezes, meus carros foram encontrados. No segundo assalto, o cara colou a arma na minha coluna e mandou eu ir andando até o banheiro. A distância era pequena, mas tive a mesma sensação que vc, no metro. Parecia que o cara ia atirar em mim a qualquer momento.

  19. Guilherme Nunes said,

    July 27, 2007 @ 09:48

    Acho que você se saiu muito bem, cara.
    Uma vez eu fui assaltado, o cara só queria dinheiro e meu celular, e fiquei me borrando de medo. Disse que tava armado, mas não vi a arma e nem paguei pra ver.

    Fiquei completamente perdido quando saí do buzão.
    Infelizmente, como você disse, isso acontece em todos os lugares.
    Agora, esse Brasil está mesmo perdido.
    Um ladrão pedir pra comer no MC Donald´s e comprar um GOLD LABEL é muita sacanagem!!!!

  20. Nandico said,

    July 27, 2007 @ 09:53

    Graças a Deus ficou tudo bem, AMF!

    Abraços…

  21. Emma said,

    July 27, 2007 @ 09:54

    Cara,,, fiquei preocupado contigo!!! Que bosta hein! ainda bem que vc é cabeca fresca… Se precisar de alguma coisa me avise cara!!!

  22. andre said,

    July 27, 2007 @ 10:18

    caral** mano…

    fica com deus!

    um abraço

  23. GuiCury said,

    July 27, 2007 @ 10:42

    Porra! Ví o post pela lista que participo! Vai tomar banho rapaiz! Dá um ódio de ver essas coisas… uma amiga minha uma vez foi sequestrada assim com o namorado… os caras levaram eles pra passear também e comeram os lanches que eles tinham no carro! levaram tudo possível e nem deram o chip do celular para eles!
    Dá um ódio total, só de ouvir essas histórias! O pior de tudo, voltando na história da minha amiga, é que eles disseram: “Eu tenho trabalho… mas de fim de semana e anoite eu trabalho no crime, que dá mais dinheiro!”
    Deus me livre! E proteja-se rapaiz!

  24. Petitpois » Relato de um assalto relâmpago said,

    July 27, 2007 @ 12:34

    […] By lulileslie Feedbacks on this entry via RSS 2.0 Please leave a Comment or discuss via Trackback! Comments Please Leave aComment! […]

  25. Sérgio Jardim said,

    July 27, 2007 @ 13:32

    É cara, sua calma foi fundamental. Por mais que seja revoltante perder um mp3, celular etc, pois você investiu o dinheiro do seu suor neles, nossa vida não tem preço. Agora é bola pra frente e rezar pelo bem do cabloco que te assaltou. Ele precisa mais que você, não é?

    Abraços.

  26. Valéria Maia said,

    July 27, 2007 @ 14:32

    Que susto, heim? Que bom que você estava saindo do Centro, com seu Anjo de Guarda bem próximo. Nós temos muitos obstáculos na vida e é um alívio superá-los, ainda que com algum prejuízo. Você foi bem corajoso e nos deu uma bela lição de civilidade, tratando bem um coitado ignorante e provavelmente infeliz.
    Muitos beijins

  27. Daya said,

    July 27, 2007 @ 16:26

    Apesar de ser revoltante relatos desse tipo terem se tornado algo corriqueiro e ser tratado com uma naturalidade, é incalculável a alegria que eu sinto de você estar bem e ter levado isso tudo com tanta serenidade. =)

  28. Fábio Caparica de Luna said,

    July 27, 2007 @ 17:43

    Salve…
    Fico Feliz por vc estar bem.

    Abração e te cuida.

  29. Bruno Aguiar said,

    July 27, 2007 @ 20:35

    Nossa cara que susto. Mas você também da bobeira. tênis bacana, mp3, celular, carteira, mochila. Aqui em Fortaleza no ponto ninguém fica com nada. Só mochila (se for necessário) e o resto (carteira,celular) na cueca. Deixa também só uns 5 ou 10 reais no bolso só pra agradar o ladrão e ele ir embora feliz.

  30. xuh said,

    July 29, 2007 @ 14:06

    Meu deus Ale, li para minha família e todos ficaram preocupados com você. Graças a Deus você é um homem inteligente e sabe que foram danos materiais, como também, capaz de conseguir tudo novamente. Apesar do medo e do susto, fico aliviada que esteja bem.
    Porém, a culpa nem sempre é das pessoas maldosas, ou tachadas como bandidos, e sim da desigualdade, como você disse, ele estava com fome, no mínimo tem família, mas não justifica o terror.
    Espero que os anjos cuidem mais de você, mas não veja isso como algo ruim, e sim como um susto que lhe ensinou como reagir de acordo com tais ocorridos.

    Fique com deus meu amigo de hoje, ontem e sempre.

  31. Karina said,

    July 29, 2007 @ 14:26

    ai amf, se cuida minino

  32. ana paula pj said,

    July 30, 2007 @ 10:56

    amf,

    take care! please!

    vamos combinar, MESMO, de sair essa semana? vamos? queria te ver… ver se vc tá bem… e tals…

    beijos.

  33. amf | blog » Dar a outra face said,

    July 30, 2007 @ 12:42

    […] A menos de uma semana eu fui vítima de um sequestro relâmpago e desde então eu venho tentando entender muitas coisas que aconteceram, como aconteceram e porque aconteceram. Eu não sinto raiva do indivíduo, simplismente porque eu não tenho a menor idéia do que ele já passou e estava passando naquele momento pra fazer o que fez. Não estou dizendo que o que ele passou justifica o que foi feito. Só estou tentando me colocar no lugar dele e ver se eu mesmo não tomaria a mesma atitude. […]

  34. Adriane said,

    July 30, 2007 @ 14:22

    Querido,
    desejo-lhe toda a paz do mundo.
    É isso aí, a sua sintonia foi tudo naquele momento.
    Um bjo
    Dri

  35. Vinicius said,

    August 2, 2007 @ 12:34

    Cara, parece piada.. mas isso acontece diariamente e ninguém fica sabendo…
    eu memso recuso varais ifertas de emprego em SP por causa da violencia, eu moro no interior e auqi vou pro trabalho a pé, volta na hora do almoço pra casa e as veses até dou uma chochilada…mto foda..

  36. Dirceu Jr. said,

    August 5, 2007 @ 21:34

    Realmente não é só em sampa que rola essas coisas não.
    Aqui em Londrina-PR isso é muito comum.
    Culpa de um antigo prefeito que construiu um conjunto popular e não deu emprego pra galera.

    Que bom que você tem toda essa calma 🙂

    Se eu não tivesse com meu ipod, acho que também ficaria calmo…
    Meu estilo All Star, Jean + T-shirt não me custa mais que cenhão 🙂
    o problema é meu bichinho (ipod mesmo)

    Abraços.

  37. lalai said,

    August 9, 2007 @ 10:53

    achei bem foda o seu relato… e fiquei muito chocada de como as coisas aconteceram… e parabéns pela calma, pois eu não sei como reagiria… espero que vc esteja bem! beijinhos

  38. Mal-Mal said,

    August 15, 2007 @ 14:26

    Mas que bicha! se o cara não mostrou cano, não tinha! Deve até ter levado uma entubada…

  39. warcraft elf night hentai said,

    September 5, 2008 @ 02:00

    nightelf hentai elf night elf night hentai elvs

  40. Rebiscoito said,

    December 23, 2009 @ 23:20

    Caraca! Ler esse post foi bom e ruim ao mesmo tempo. Bom pq vi que não fui só eu que passei por isso, não me senti sozinha no mundo e principalmente pq vc saiu ileso. E ruim pq voltaram alguns sentimentos que me ocorreram no dia em que fui sequestrada. Nossa…Que horror! Vc pegou ônibus com ele, comeu no MC com ele…Como se fossem amigos! E realmente, a unica coisa q a gente quer nessa hora é que aquilo tudo acabe logo. Tipo: PEGA TUDO mas me deixa ir embora sabe? Temos que tomar cuidado mesmo…Não bobiar em momento algum! (e ainda sim, corremos o risco) Que bom q vc esta bem. Que bom que eu estou bem…Enfim…Um beijao querido! =/

  41. anselmo said,

    January 6, 2010 @ 10:06

    Fui assaltado no terminal bandeira por dois indivíduos, um deles estava com uma faca. Não reagi por esse motivo. Nós cidadãos não podemos permitir que isso aconteça, pois o poder público é responsável por nossa segurança.
    Eu fico revoltado com uma situação dessas, pois trabalhamos com esforço pra conseguir nosso dinheiro, esses vagabundos dos diabos vem e leva na boa. Se esses bandidos tivessem a mesma coragem para procurar emprego ao invés de roubar mudaram suas vidas. Queremos liberdade pra poder sair de casa e ter nossos direitos garantidos, nossa sociedade não pode mais aceitar a marginalidade crescente! Eu vejo em São Paulo aqueles becos cheios de marginais, e todos temos conhecimento do lugar onde eles ficam e assaltam, mas voce não vê um policial por perto.

  42. Bruno Germano said,

    July 28, 2010 @ 08:44

    Sem duvida essa foi uma das piores experiências que viraram posta q já li em toda minha vida internetera!

    Boas lições tiradas de um situação difícil…

  43. Christmas Sales said,

    May 15, 2012 @ 21:29

    visit…

    […]while the sites we link to below are completely unrelated to ours, we think they are worth a read, so have a look[…]…

  44. Jurgen said,

    January 29, 2014 @ 07:54

    You’re so interesting! I do not suppose
    I’ve read something like that before. So nice
    to find somebody with some unique thoughts on this subject.
    Really.. thanks for starting this up. This website is one thing that’s needed on the internet,
    someone with some originality!

  45. Baishakhi said,

    October 1, 2015 @ 14:44

    Thanks for your write-up on the traveling iunrstdy. I’d also like to add that if you are one senior taking into consideration traveling, it is absolutely imperative that you buy travel insurance for older persons. When traveling, retirees are at greatest risk of getting a health care emergency. Getting the right insurance coverage package for your age group can protect your health and provide you with peace of mind./wp-login.php?action=registerOne more important area is that if you are a mature person, travel insurance with regard to pensioners is something you should make sure you really think about. The more mature you are, a lot more at risk you are for permitting something bad happen to you while in another country. If you are not necessarily covered by a few comprehensive insurance cover, you could have a number of serious difficulties. Thanks for giving your suggestions on this weblog./wp-login.php?action=registerMany thanks for sharing these types of wonderful threads. In addition, the ideal travel and also medical insurance system can often eradicate those considerations that come with traveling abroad. A new medical crisis can in the near future become expensive and that’s sure to quickly impose a financial load on the family finances. Setting up in place the perfect travel insurance offer prior to setting off is definitely worth the time and effort. Thanks/wp-login.php?action=registerOne more thing. It’s my opinion that there are numerous travel insurance internet sites of reliable companies that allow you to enter a trip details and obtain you the estimates. You can also purchase the international holiday insurance policy online by using your own credit card. All that you should do is to enter all your travel information and you can begin to see the plans side-by-side. Just find the package that suits your budget and needs and then use your credit card to buy it. Travel insurance on the internet is a good way to search for a trustworthy company to get international holiday insurance. Thanks for giving your ideas./wp-login.php?action=registerThanks for your article. It is unfortunate that over the last ten years, the travel iunrstdy has had to deal with terrorism, SARS, tsunamis, flu virus, swine flu, and the first ever real global downturn. Through it all the iunrstdy has proven to be solid, resilient and dynamic, finding new tips on how to deal with adversity. There are continually fresh issues and opportunities to which the market must once more adapt and reply.

RSS feed for comments on this post · TrackBack URI

Leave a Comment